Conheça os benefícios da linhaça, leia a coluna de Fernanda Peixoto

 

Olá, hoje vou falar com você sobre a linhaça.

Você sabe quais são seus benefícios, a melhor forma de consumo, a diferença entre a linhaça marrom e a dourada, o que é o óleo da linhaça e a quantidade a ser consumida diariamente?

A linhaça é a semente do linho. É considerado um alimento funcional devido aos seus conhecidos benefícios para a saúde. Dela se remove um óleo de grande valor nutricional e na prevenção de doenças.

A linhaça é excelente fonte em ácidos graxos essenciais (os populares como ômega 3 e ômega 6). Estes ácidos graxos auxiliam na prevenção de doenças cardiovasculares reduzindo o LDL (colesterol ruim) e impedindo seu acúmulo nas artérias. Na composição da semente de linhaça também estão presentes proteínas, fibras, vitaminas e minerais, que lhe confiam a propriedade de alimento funcional. Por isso, auxilia na prevenção de alguns tipos de câncer; melhora o funcionamento do intestino, contribui para estabilizar a glicemia em diabéticos e tem propriedades antioxidantes que retardam o envelhecimento celular.

A semente de linhaça moída traz mais benefícios nutricionais que a semente inteira, que possui uma casca resistente, difícil de digerir. Portanto, uma forma fácil de quebrar as sementes é passá-las em um processador ou liquidificador usando apenas a tecla pulsar para que não vire pó e perca as funções de fibra. Depois, guarde-as em refrigerador, fora da luz, em um vidro escuro e que deve ser consumida no máximo até em 3 dias para não haver oxidação. A linhaça moída pode ser utilizada em iogurtes, saladas, sucos, vitaminas, misturados a cereais, massas de pães e bolos e em todos os outros alimentos.

A semente de linhaça marrom e a semente de linhaça dourada são semelhantes, pois possuem os mesmos nutrientes. Porém, a linhaça marrom é cultivada em regiões de clima quente e úmido (o que freqüentemente exige o uso de agrotóxicos) e possui uma casca mais resistente. A semente dourada é plantada em regiões frias, cultivada de forma orgânica e seu sabor geralmente é mais suave do que o da marrom.

O óleo de linhaça é extraído da semente inteira, podendo ser comercializado de duas formas: engarrafado, para ser usado em saladas ou pratos frios ou em cápsulas gelatinosas, utilizadas como suplementação de ômega 3. É importante ressaltar que algumas propriedades funcionais da linhaça são encontradas na casca e, portanto não estão presentes quando somente o óleo é ingerido.

Ainda não existe um consenso sobre a quantidade ideal de consumo. Na maioria dos estudos existentes, os benefícios foram alcançados com a ingestão média de uma a duas colheres (sopa) de semente de linhaça ao dia. Deve-se evitar o consumo excessivo devido ao seu conteúdo calórico (cada colher de sopa tem aproximadamente 66 calorias) e pelo risco de interferir na absorção de outros nutrientes. Para facilitar a adaptação e digestão, recomenda-se que a inclusão da linhaça na alimentação diária seja gradativa.

Fernanda Peixoto - Nutricionista 120 X 150Fernanda L. Peixoto

Nutricionista – CRN 09/11557

Tel.: (31)3661-1024 (Consultório) / (31)96978133 (Celular)

End.: Rua Padre Expechit nº 126, Centro, Pedro Leopoldo

E-mail: fernandalpeixoto@yahoo.com.br

COMENTÁRIOS COM INSULTOS, OFENSAS E PALAVRÕES SERÃO MODERADOS

  • Erick Funes

    Parabéns pela página Fernanda!